II Fórum de Experiências do Portal Futurum - 2014 - Clique na imagem!

 

 

 

 

A educação online que faz parte da vida de milhares de estudantes e professores de nosso país.
Todo o conteúdo a um toque de suas mãos!
Portal Futurum, a plataforma de aprendizagem a serviço da Educação Católica.
MULTIMÍDIA
EM FOCO Veja Mais
NOTÍCIAS Veja Mais
O Portal Futurum junto a Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC) realizou nessa sexta-feira (05), o II Fórum de Experiências. Com o objetivo de debater as novas tecnologias na educação, partilhar as melhores práticas ministradas nas escolas e apresentar às instituições de ensino, que ainda não conhecem o portal, uma plataforma inovadora repleta de funcionalidade e conteúdo, o evento reuniu diretores, gestores, coordenadores e professores de escolas Católicas usuárias e não usuárias  do Portal Futurum de todo o país. O fórum contou, também, com a participação de especialistas em tecnologia educacionais que discutiram em um contexto geral, o tema central do evento, “Novas Tecnologias: Projetos e Experiências na Educação”. “A Internet e as Mudanças nas Estruturas Cerebrais” foi o primeiro tema debatido no evento pelo prof. José Armando Valente, mestre pelo Programa Interdisciplinar de Ciência e Educação do Massachusetts Institute of Technology MIT (1979). Na oportunidade, Valente afirmou que o cérebro tem se adaptado para lidar com múltiplas entradas de estímulos digitais. Para ele, é preciso estar atento as mudanças, principalmente pelo uso das tecnologias moveis, e entender como as estruturas cerebrais estão se adaptando a elas. Diante disso, Valente acredita que os educadores devem mudar a maneira de ensino, com propostas de atividades ativas. De acordo com a articulista do site Educar para Crescer e do jornal Valor Econômico, prof.ª Dr.ª Luciana Allan, que apresentou o tema “A Aprendizagem na Era das Tecnologias Digitais”, as ferramentas tecnológicas mudaram a história da humanidade. As redes sociais, os blogs, Wikipedia e outras ferramentas permitem maior interação e colaboração, de forma que as pessoas interagem mais, com troca de ideias, o que resulta na evolução do conhecimento. “Muitas pesquisas e descobertas têm sido feitas, na última década, por conta da oportunidade que os cientistas têm de se manterem em contato de forma dinâmica por conta da internet”, exemplifica. Ao finalizar o discurso, Luciana Allan disse que para inserir a tecnologia nas escolas, é preciso repensar o conteúdo, as estratégias de ensino, as ferramentas a ser utilizadas, os modelos de avaliação e o papel do professor. Ao reforçar o que antes já tinha sido dito pelos outros palestrantes, Teresa Cristina Jordão, gestora da empresa TIC Educa, afirmou ser necessário a implantação da educação 3.0 que envolve o aluno numa busca constante de conhecimentos mesmo fora da sala de aula por meio das tecnologias, ao abordar o tema. E os professores devem refletir sobre as estratégias de forma a pensar no desenvolvimento das competências e habilidades deles. Além das palestras foram apresentados por algumas escolas usuárias do Portal Futurum, cases de sucesso. A prof.ª Daliane Luiz, expositora do case de sucesso do Colégio Nossa Senhora das Neves, afirmou após a sua apresentação, que “o portal é uma forma carinhosa que a escola leva a tecnologia aos alunos”. A segunda edição do Fórum de Experiências do Portal Futurum foi realizada no Hotel Cullinan, em Brasília e teve cerca de 90 participantes. O Portal Futurum O Portal Futurum é uma empresa criada em 2011 por seis entidades católicas – Salesianos, Salesianas, Maristas, La Salle, Editora FTD e Anec -  que tem como objetivo apoiar e valorizar o processo de ensino e aprendizagem com novas tecnologias. Atualmente, o Portal Futurum  atende cerca de 50 mil alunos e 8 mil professores de várias instituições de ensino de todo o país.
  Colégios maristas criam canal web para compartilhar conhecimento O que você aprendeu hoje? É com essa pergunta que os Colégios da Rede Marista iniciam mais uma Campanha de Fidelização e Captação de Estudantes, que contempla estratégias para este e o próximo ano. Com 18 colégios no estado e em Brasília, os maristas apostam na apropriação e manutenção do conceito Aprendemos de todos os jeitos, criado em 2013.     Desenvolvidas pela equipe interna de comunicação e marketing dos Colégios Maristas, as estratégias da campanha compreendem uma série de mídias, eventos e ações. Tendo o YouTubecomo carro-chefe, os colégios vão hospedar nesse canal e no siteaprendemosdetodososjeitos.com.br vídeos tutoriais de estudantes, personalidades e comunidade em geral que ensinam diferentes formas de aprender: seja fazendo um cartão para o Dia dos Pais, um suco verde, montando um prato colorido ou como organizar um campeonato de futebol. Todas as quartas-feiras, de agosto a dezembro, esses tutoriais serão divulgados na internet.    Tutoriais sobre diferentes formas de aprender serão divulgados no canal do YouTube   O diferencial da nova campanha está na forma de envolvimento dos públicos para captação dos vídeos. Um estúdio móvel percorrerá todos os 14 municípios onde estão presentes os colégios maristas (13 do RS e DF) e permitirá que a comunidade grave seus vídeos.   Como um guarda-chuva dos tutoriais, o VT institucional será exibido em emissoras de TV do Rio Grande do Sul e Brasília. Antes disso, na segunda-feira, 11/8, para comemorar o Dia do Estudante, o vídeo será lançado na internet. Completando a mídia tradicional, um jingle fala das diferentes formas de aprender, bem como nos anúncios em jornais, revistas e mídia externa. Ficha técnica Direção Geral: Tiago Rigo Atendimento: Letícia Castilhos, Sabrina Onzi, Marco Wolff e Bruna Salgado Conteúdo: Katiana Ribeiro, Pablo Furlanetto, Pamela Zottis e Roberto Winck Criação: Alessandra Müller, Daniel Eidy e Mariana Schneider Planejamento: Tiago Guimarães Elenco do VT, vídeos e modelos das peças: estudantes maristas Produtora do VT e jingle: Estúdio Aluisio e Bossa RP Digital: Fabulosa Ideia Brindes: Brindes SA Estúdio Móvel: Moving Mídia e Captação de Imagens Apoio: Equipes de Comunicação e Marketing dos Colégios da Rede Marista RS e DF Mídia: Agência Branco  
Alunos da Rede Salesiana de Escolas (RSE) aprendem sobre dinossauros utilizando recursos digitais   Os alunos do 3º ano do ensino fundamental do Instituto Profissional Laura Vicunha, em Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro, aprenderam sobre as eras geológicas e as espécies de dinossauros existentes em cada uma delas, por meio de uma atividade do Portal Futurum. O exercício foi sugerido pela educadora Patrícia Guimarães, que expôs aos alunos um vídeo de animação do Portal retratando as eras geológicas, o fenômeno Pangeia e a extinção dos dinossauros. Após assistirem ao vídeo, os alunos conheceram melhor algumas espécies de dinossauros e identificaram as categorias usando também brinquedos que levaram para a sala de aula. Na conclusão da atividade, os educandos preencheram uma ficha técnica sobre a espécie de dinossauro que mais gostaram, viram na tela do computador imagens de dinossauros e relataram no fórum da atividade do Portal Futurum o que foi aprendido na aula. Portal Futurum O Portal Futurum foi criado com o objetivo de apoiar e valorizar o processo de ensino e aprendizagem com novas tecnologias. Trata-se de uma plataforma digital que, por meio de conteúdos multimídia, animações, bancos de dados etc., apresenta para os alunos uma fonte interessante de estudos e pesquisas e, para os professores, um suporte diferenciado de auxílio na elaboração de aulas, projetos e avaliações. Desde 2012, a RSE é uma das parceiras do Portal Futurum.  A Rede Salesiana de Escolas A educação salesiana está presente no Brasil há 130 anos e se caracteriza por uma pedagogia baseada no amor, na ciência e na espiritualidade. Em 2001, começou a se concretizar a proposta de uma rede de ensino que pudesse unir as dezenas de escolas que compartilhavam dessa concepção pedagógica-pastoral em torno de um projeto conjunto e inovador. Hoje, a Rede Salesiana de Escolas (RSE) é a maior rede católica de ensino das Américas: congrega cerca de 5 mil educadores e 85 mil alunos, da Educação Infantil ao Ensino Médio, em mais de cem instituições de ensino em todo o Brasil. Mais do que um sistema de ensino, o que se destaca na RSE é um projeto pedagógico-pastoral que funciona realmente em Rede e que envolve todas as escolas com o objetivo de formar cidadãos capazes de compreender criticamente a sociedade em que vivem e de agir sobre ela. Por Ana CosenzaAssessoria de ImprensaRede Salesiana de Escolas
NOVIDADES Veja Mais